A POESIA NA BÍBLIA

04-02-2009 21:11

 

De maneira proposital os cinco primeiros versículos do capítulo 8 dos Salmos foram colocados sob uma forma poética.

Pois é, exatamente, o que esses versículos são: verdadeiras poesias, como hoje as temos.

Veja o ritmo, a cadência do texto do verso três em diante. E também a rima – talvez involuntária - na tradução para o português!

O Livro dos Salmos, assim como os de Provérbios, Eclesiastes, Cântico dos Cânticos e Lamentações são chamados os livros poéticos da Bíblia.

Geralmente estão em forma de poesia – versos – e muitas vezes, como é o caso dos Salmos, têm também melodia, para ser interpretada por uma ou mais vozes, nos templos.

Especialmente o Livro dos Salmos traz marcas claras de que são eles verdadeira poesia. Eram, na antiguidade, cantados – e não recitados, como se pode verificar nos próprios títulos dos capítulos: "Salmo de Davi para o cantor-mor", "Masquil de Davi", "Salmo e canção na dedicação da casa", etc.

Segundo Houaiss "Os Salmos são cada um dos 150 poemas líricos do Livro dos Salmos no Antigo Testamento, atribuídos em sua maior parte ao rei Davi (1015 a.C. - 975 a.C.), e que foram musicados para uso religioso. Oração em gênero poético, cuja característica é o duplo ritmo, o das palavras e o das idéias, para ser acompanhada pelo saltério".

O texto a seguir, dos versículos 1 e 2 do capítulo 121 do Livro de Salmos, encerra duas grandes verdades: primeira, a sabedoria da mensagem e o socorro que nos vem do Senhor em tempos de crise; segunda, a estética e a harmonia da mensagem:  

"Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra" (Salmo 121:1-2). 

É preciso notar, porém, que as passagens dos livros poéticos não se limitam a ser poéticas em razão da forma, mas que encerram, como já ficou dito, grandes verdades espirituais – que é o alvo a ser alcançado, como no caso dos versículos 1 e 2 do Salmo 90: 

 

"Senhor, tu tens sido o nosso refúgio, de geração em geração. Antes que os montes nascessem ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus". 

 

Há salmos que nos levam instintivamente a cantar. É o caso do 87, que assim afirma no versículo 7: 

 

"E os cantores e tocadores de instrumentos assim entoarão: Todas as minhas fontes estão em ti". 

 

 

Menos não se poderá falar dos demais Livros Poéticos.

 

Veja, por exemplo, a beleza do texto – e não só pelas verdades que contém - do capítulo 31 do Livro dos Provérbios, a partir do verso 10: 

"Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de rubins.

O coração do seu marido está nela confiado, e a ela nenhuma fazenda faltará.

Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida.

Busca lã e linho e trabalha de boa vontade com as suas mãos.

É como o navio mercante: de longe traz o seu pão.

Ainda de noite, se levanta e dá mantimento à sua casa e a tarefa às suas servas.

Examina uma herdade e adquire-a; planta uma vinha com o fruto de suas mãos.

Cinge os lombos de força e fortalece os braços.

Prova e vê que é boa sua mercadoria; e a sua lâmpada não se apaga de noite.

Estende as mãos ao fuso, e as palmas das suas mãos pegam na roca.

Abre a mão ao aflito; e ao necessitado estende as mãos.

Não temerá, por causa da neve, porque toda a sua casa anda forrada de roupa dobrada.

Faz para si tapeçaria; de linho fino e de púrpura é a sua veste.

Conhece-se o seu marido nas portas, quando se assenta com os anciãos da terra.

Faz panos de linho fino, e vende-os, e dá cintas aos mercadores.

A força e a glória são as suas vestes, e ri-se do dia futuro.

Abre a boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua.

Olha pelo governo de sua casa e não come o pão da preguiça.

Levantam-se seus filhos, e chamam-na bem-aventurada; como também seu marido, que a louva, dizendo:

Muitas filhas agiram virtuosamente, mas tu a todas és superior.

Enganosa é a graça, e vaidade, a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada.

Dai-lhe do fruto das suas mãos e louvem-na nas portas as suas obras" (Provérbios 31:10-31).

 

E também nos Cânticos dos Cânticos ou "Cantares de Salomão"

 

Cântico de cânticos, que é de Salomão.

"Beije-me ele com os beijos da sua boca; porque melhor é o seu amor do que o vinho.

Para cheirar são bons os teus ungüentos; como ungüento derramado é o teu nome; por isso, as virgens te amam.

Leva-me tu, correremos após ti. O rei me introduziu nas suas recâmaras.

Eu sou morena e agradável, ó filhas de Jerusalém, como as tendas de Quedar, como as cortinas de Salomão.

Não olheis para o eu ser morena, porque o sol resplandeceu sobre mim. Os filhos de minha mãe se indignaram contra mim e me puseram por guarda de vinhas; a vinha que me pertence não guardei.

Dize-me, ó tu, a quem ama a minha alma: onde apascentas o teu rebanho, onde o recolhes pelo meio-dia, pois por que razão seria eu como a que erra ao pé dos rebanhos de teus companheiros?

Se tu o não sabes, ó mais formosa entre as mulheres, sai-te pelas pisadas das ovelhas e apascenta as tuas cabras junto às moradas dos pastores.

Às éguas dos carros de Faraó te comparo, ó amiga minha.

Agradáveis são as tuas faces entre os teus enfeites, o teu pescoço com os colares.

Enfeites de ouro te faremos, com pregos de prata.

Enquanto o rei está assentado à sua mesa, dá o meu nardo o seu cheiro.

O meu amado é para mim um ramalhete de mirra; morará entre os meus seios.

Como um cacho de Chipre nas vinhas de En-Gedi, é para mim o meu amado.

Eis que és formosa, ó amiga minha, eis que és formosa; os teus olhos são como os das pombas.

Eis que és gentil e agradável, ó amado meu; o nosso leito é viçoso.

As traves da nossa casa são de cedro, as nossas varandas, de cipreste" (Cântico dos Cânticos capítulo 1, versos 1 a 17). 

 

O fato é que ser protegido, abençoado e desfrutar do convívio do Senhor não nos tira o gosto pelos prazeres e pela beleza que Ele próprio criou para o homem.

 

Fonte: http://www.quemtemsedevenha.com.br/poesia_na_biblia.htm

Procurar no site


 

"A escuridão aumenta, conforme

diminui a luz que há em ti"

(Rose Felliciano)

© 2008 Todos os direitos reservados.

Crie o seu site grátisWebnode